quarta-feira, 9 de Abril de 2014

Após 5 de Anos de Actividade e 1200 Posts - The End


Olá a todos (pela última vez).

Parece que não, mas foi no já longínquo dia 9 de Abril de 2009, precisamente à cinco anos atrás que este Blogue viu a luz do dia pela primeira vez (hoje é dia de parabéns), nesse dia inaugurei o primeiro daqueles que seriam os próximos 1200 posts que hoje têm o seu término através de uma decisão pessoal e da qual acho que não vou me arrepender.

Ao longo destes últimos cinco anos consegui amealhar muitos amigos e seguidores, todos eles unidos por uma paixão comum e por uma vontade enorme de divulgar o modelismo automóvel como um passatempo e uma arte que poderia e pode estar ao alcance de cada um, tive sempre como preocupação levar este hobbie a todos os leitores através de posts pouco técnicos onde tentei demonstrar as melhores formas de de montar um modelo à escala tentando sempre que possível dar exemplos básicos e pouco complicados que fossem muito fáceis de seguir e entender por todos, modelistas experientes ou simples curiosos em busca do seu primeiro modelo terminado.

Pelo caminho conheci muitas pessoas, modelistas, curiosos e até admiradores desta nobre arte da construção de modelos à escala, fiz amizades, aprendi e ensinei muitas das técnicas que costumo aplicar nos meus modelos, participei em algumas exposições e mostras nacionais, fui reconhecido por isso e invejado também, tornei-me uma referência como modelista de corpo e alma, não no panorama modelístico nacional, mas no grande mundo do modelismo, o meu nome foi falado, os meus modelos entraram na grande galeria dos melhores, em menos de nada e sem dar por isso tornei-me um dos melhores e uma referência mundial, confesso que nunca esperei nem nunca trabalhei para isso!!

Este reconhecimento deve-se e continuará a dever-se sempre à minha postura de modelista sem complexos, à minha forma de estar num hobbie onde o espírito de entreajuda deve estar acima de todos os conflitos e invejas, onde uma simples técnica deve, sempre que possível, ser partilhada com todos de forma a crescermos em conjunto enquanto amantes e praticantes de um hobbie que tem como função ser um passatempo e nunca uma montra ou mostra de egos inflamados ou vaidades desnecessárias.


Infelizmente, em Portugal, nunca conseguiremos funcionar como uma grande comunidade, o ser humano tem particularidades que o levam a querer agir de uma forma prepotente e invejosa sobre todos aqueles que partilhem os mesmos gostos ou paixões, o modelismo, como arte e como hobbie não poderia por isso ficar de fora....foi com tristeza que descobri que existem pessoas neste passatempo que não prestam, pessoas que preferem invejar os outros não pelas suas qualidades humanas mas apenas pelo talento que possuem para montar um simples modelo à escala.

Confesso-vos que de início fiquei surpreendido, não liguei, mas com o correr do tempo cheguei à conclusão que o modelismo terá que ser sempre (por culpa de muitos) um hobbie solitário, um prazer que teremos que praticar sozinhos pois existirão sempre os invejosos, aqueles que por falta de capacidades técnicas ou pessoais nunca conseguirão estar ao nosso nível preferindo a guerra onde ela nunca poderá existir e o conflito pessoal onde o mesmo nunca será necessário.

Ao longo destes últimos cinco anos mantive esta página aberta a todos, publiquei 1200 posts, na sua grande maioria com assuntos directamente ligados ao modelismo automóvel, mostrei alguns dos meus modelos, expliquei da melhor forma que consegui as várias técnicas e truques que utilizei, ensinei um pouco daquilo que sabia sempre com a ideia de tornar os meus leitores um pouco mais esclarecidos ou retirar-lhes algumas dúvidas que pudessem ainda ter.

Mostrei aquilo que de melhor se faz no nosso hobbie, apresentei novas páginas de modelismo a todos vós, fossem fóruns estrangeiros ou blogues de outros modelistas, tentei sempre que possível publicar com muita regularidade de forma a ter sempre esta página bem alimentada de artigos aliciantes para quem me visitava, fiz tudo por tudo para ter um blogue apelativo e verdadeiro.


Publiquei milhares de imagens, reportagens fotográficas da principais exposições de modelismo que se realizaram um pouco por todo o globo e curiosamente foram apenas as reportagens fotográficas relacionadas com as exposições Portuguesas que causaram alguma celeuma e que me obrigaram a ter que activar a moderação de comentários depois de ter sido insultado pelas tais pessoas mesquinhas e tristes de espírito que se servem do modelismo para se afirmarem.

Agora, ao fim de cinco anos de 1200 publicações quase ininterruptas que perfazem uma excelente média de 240 postagens anuais, de ter conseguido juntar 132 seguidores fieis, de ter obtido uma excelente marca de mais de 275000 "pageviews" (algo que julguei impensável de atingir num tão curto espaço de tempo) distribuídas por nada mais que 137 Países diferentes, quase 1100 comentários aos posts que escrevi (não incluo aqui os mal intencionados ou que demonstraram falta de respeito e pouca educação cívica), decido um pouco contrariado, mas ao mesmo tempo feliz pela sensação de dever cumprido, encerrar definitivamente o Blogue Mania dos Carrinhos.

Não quero com isto dizer que um dia mais tarde não volte a reactivar esta página, mas por agora não tenho já a força necessária e a vontade que me levou a ter e manter este projecto vivo e activo durante a última meia década, fico feliz por saber que consegui ter uma página de referência, de ter juntado muitos amigos e de ter conhecido muitas pessoas, muitas delas oriundas de paragens tão distantes como os Estados Unidos, o Brasil, a Argentina, o Canadá ou o Japão, entre muitos outros locais,  resta-me pedir-vos a todos vós, meus amigos e seguidores, perdão por esta atitude brusca e surpreendente, sei que esta notícia poderá cair como uma pedra num charco de água calma, mas acreditem, foi uma decisão muito ponderada e calculada ao longo dos últimos 12 meses de actividade.

Como disse alguém um dia: "Eu vou continuar a andar por aí"

Um grande e eterno abraço!!!

The End!


Nota final: Depois de ler os simpáticos comentários que recebi neste post decidi colocar o endereço da minha página do Facebook, a quem possa interessar será uma forma de nos mantermos em contacto, lá poderão apreciar (de tempos a tempos) alguns posts sobre automobilismo e modelismo automóvel, aqui fica: https://www.facebook.com/mania.doscarrinhos

sexta-feira, 14 de Março de 2014

Modelismo - A Pressa Inimiga da Perfeição!

 Lembre-se desta imagem ao longo deste post, pois vai precisar!

Olá a todos.

Aqueles que me conhecem e costumam seguir as minhas construções aqui no Blogue sabem que tenho por hábito aconselhar calma e ponderação no modelismo, aconselho muitas vezes os modelistas a serem bastante contidos e a não terem pressa de terminar um modelo, não caírem na tentação de construírem um kit o mais rapidamente possível não respeitando as mais básicas regras deste hobbie.

Como muitos de vós sabem (pois aprendemos com os nossos avós..), a pressa é inimiga da perfeição, ora esta máxima aplica-se na perfeição ao modelismo onde por norma qualquer pressa resulta invariavelmente em desastre ou na ruína completa de um modelo que se quer o mais perfeito possível.

Serve esta pequena introdução para vos mostrar como não se deve fazer um kit e ao mesmo tempo exemplificar como a pressa resulta sempre em desastre, as imagens que vão servir de exemplo a este post foram retiradas de um fórum de modelismo e mostram-nos o exemplo da construção de um Ford Fiesta RS WRC da Belkits na versão do Rallye de França de 2011 onde o modelo em questão participou com uma decoração muito apelativa em tons de preto brilhante e mate.

Antes de avançarmos para a descrição dos erros encontrados nesta montagem preciso apenas de acrescentar um pequeno detalhe, este modelo foi montado, pintado e decorado em apenas 12 dias, talvez no máximo 15 e é a prova provada que o modelismo tem que ser feito com calma, muita calma, neste caso a vontade de mostrar serviço foi tanta que como vamos ver não levou a lado nenhum.

Bem, comecemos pedindo desde já desculpa ao modelista pela utilização das imagens, mas de qualquer forma elas são publicas e representam sem sombra de dúvida um exemplo gritante daquilo que tentarei explicar em seguida:

Preparação do Modelo:

Esta é uma das principais tarefas que todo o modelista deve SEMPRE fazer antes de se dedicar à pintura dos componentes de qualquer kit: a preparação das peças do modelo.

Todos os kits, mesmo os mais recentes, possuem por norma alguns defeitos resultantes do processo de moldagem que precisam ser sempre corrigidas, estes defeitos são na sua maioria marcas de injecção e ejecção que resultam do processo de enchimento e extracção dos moldes, estas marcas ou "costuras" de moldagem são muitas vezes provocadas pelo espaço que fica livre na zona de união dos mesmos (moldes) e para onde escorre algum do plástico derretido.


Na imagem acima está assinalada uma das marcas de ejecção dos moldes que ficou por preencher, estas marcas existem em muitas das peças dos kits e são o resultado da acção dos pinos de extracção que actuam nas "sprues" para as soltar do molde enquanto o plástico ainda está quente e ligeiramente mole.

Por norma os modelistas preenchem estas marcas com betume, "putty" ou Super Cola 3 e depois lixam a superfície até a mesma estar lisa e não se notar o defeito anterior, é um trabalho que requer um pouco de paciência e que deve ser feito em todas as peças que fiquem visíveis no modelo depois de montado, é também um defeito muito procurado pelos juízes nos concursos e que a existir afasta logo um modelo muito bem pintado e detalhado de um possível prémio de reconhecimento.

Em baixo temos outro defeito muito comum nos kits de modelismo, as marcas de união dos moldes, estas marcas estão presentes literalmente em todas as peças de qualquer kit de plástico e são formadas na zona de união das duas metades do molde.

É de capital importância que o modelista remova estas marcas sob pena de ficar com um kit defeituoso e exemplo de pouca atenção à perfeição, na imagem podem ver que o "roll-bar" e as duas peças pretas colocadas na traseira deste Fiesta WRC ficaram pejados destas costuras de moldagem e não foi efectuado nenhum tipo de correcção.

Bastava o modelista ter perdido algum tempo extra e com o auxílio de um X-Acto e de uma folha de lixa de grão fino (entre #600 e 1000) ter limpo estas marcas inestéticas que transformam aquilo que deveria ser um tubo perfeitamente redondo em algo estranho, algo que sabemos não estar bem.


A Escala...(ou a falta dela)


Aqui temos um exemplo gritante de como muitas vezes podemos estragar um modelo se não tivermos em atenção detalhes tão básicos como a escala e a noção da mesma, as antenas que estão colocadas neste kit são demasiado grossas para parecerem reais (são fornecidas com o modelo), estão completamente fora de escala e se compararmos com as porcas das rodas concluímos que são quase da mesma dimensão, ora as antenas dos nossos carros não são da espessura das porcas das rodas, pois não??

Nesta fase o modelo já está pintado, envernizado e falta só a colocação de alguns detalhes como antenas, espelhos, etc, para ficar pronto mas eis que reparamos que alguns desses componentes estão sobre-dimensionados e fora de escala, o que fazer?

Resistir a todo o custo à pressa de ver o modelo terminado e utilizar materiais alternativos às peças fornecidas pelo kit, neste caso era preferível ter-se cortado as antenas e aproveitado a base das mesmas onde mais tarde seriam feitos furos de pequena dimensão com o objectivo de se utilizarem pedaços de arame metálico fino, um pouco de corda de guitarra ou até fio de pesca pintado na cor pretendia...

A Pintura
É aqui que por norma se separam os modelos excelentes dos outros, quantos de nós ao visitarmos uma exposição não ficámos já completamente abismados com o brilho de uma pintura? Todos, é claro, é através de uma pintura imaculada e perfeita que podemos classificar os modelos automóveis e motos, uma pintura sem erros é sinal de excelência, já o contrário pode ter várias explicações.


No caso deste modelo é notória a pouca preocupação com o acabamento final, já disse anteriormente que este kit foi montado em apenas 12 dias, no máximo 15 (a confiar nas informações colocadas pelo modelista num fórum) e tanta pressa só podia ter implicações directas no resultado final.

Nesse fórum, ao ler as informações prestadas pelo autor fiquei a saber que num curto espaço de tempo aplicou o primário e pouco tempo depois as camadas de tinta preta brilhante (sem ter lixado a camada de primário para a suavizar), aqui ocorre o primeiro erro básico ao não se respeitarem os tempos de secagem, por norma uma pintura, seja ela de primário ou de tinta propriamente dita deve secar sempre (e no mínimo) uma semana, indo ainda um pouco mais dentro do assunto posso também dizer que quando as pinturas forem aplicadas em várias demãos devemos fazê-lo com um intervalo de 30 a 40 minutos entre cada camada.


As várias camadas de tinta deverão também ser aplicadas de uma forma suave e crescente começando-se sempre por um borrifo geral das peças e uma secagem ligeira, depois aplica-se mais uma camada, desta vez um pouco mais pesada e finalmente, depois de deixar secar 30 a 40 minutos procede-se então à camada final que deve ser aplicada de uma forma uniforme de modo a ficarmos com um aspecto molhado no nosso modelo, a partir daqui deve-se colocar o modelo a secar cerca de uma semana em ambiente livre de humidade e pó (um armário, caixa hermética, etc).


Aqui, no caso especifico deste Fiesta podemos apontar vários erros básicos que levaram a um resultado final que quase beira o desastre, passo a descrevê-los:

1- A carroceria não deve ter sido devida e totalmente preparada através do processo de lixagem e depois lavada com água e detergente.

2 - O primário foi aplicado e mais uma vez a carroceria deveria ter sido lixada para remoção de defeitos, provavelmente não o foi.

3 - A tinta preta foi aplicada em camadas grossas sem se respeitar os procedimentos aconselhados e os tempos de secagem.

4- Após a secagem da pintura e antes da colocação dos decalques a carroceria deveria ter sido lixada e polida para remover o efeito casca de laranja.

5- A pintura não respeita o modelo original da primeira imagem, em tons de preto brilhante e mate (lembra-se da imagem do início do post ?? Se não, veja de novo).

6- Com a aplicação dos decalques o modelo deveria ter recebido em primeiro lugar uma camada de verniz brilhante e quando este seco deveria ter-se mascarado as zonas que ficarão com brilho, depois destas zonas isoladas deveria ter recebido uma camada leve de verniz mate.

7- A camada final de verniz aplicado sobre os decalques reagiu com a tinta de base, várias são as explicações para isto ter acontecido: diferença entre as tintas aplicadas (marcas e tipos diferentes, acrílico x enamel x celulósica), camada de verniz muito espessa e aplicada de uma só vez, tempos de secagem demasiado curtos, carroceria suja, etc.

8- Os detalhes mais pequenos, por norma feitos a pincel dão a sensação de terem sido feitos à pressa, exemplo disso é a pintura do interior dos faróis dianteiros que parece borrada e mal definida.

9- Falta detalhe em alguns componentes do modelo, no radiador dianteiro deveria-se ter aplicado um ligeiro "wash" com o intuito de conferir profundidade, assim como está a peça fica monocromática e sem realismo.

10- Finalmente, o verniz deveria ter sido polido para se tentar remediar o efeito "casca de laranja" que se agrava cada vez mais quanto mais camadas se aplicar e também tentar corrigir a má reacção do verniz com a tinta base.


Como podem ver, e este é um dos melhores exemplos, a pressa é e será sempre inimiga da perfeição, esta é a prova que tentar fazer um modelo num curto espaço de tempo nunca poderá dar bons resultados, eu sei, é difícil resistir a um kit recentemente lançado no mercado e qualquer modelista quer ser o primeiro a terminá-lo para mostrar aos amigos, mas por muito difícil que seja temos sempre que ser mais fortes e demorar o tempo que for necessário, poderemos não ser o primeiro a acabá-lo mas seremos de certeza donos do melhor exemplar de todos, perfeito e sem erros.

É por isso que na maioria das vezes demoro mais de seis meses a fazer um kit....mas isso sou eu que já aprendi com os erros....


Um abraço a todos e bom modelismo (com calma)!

Pedro Costa

sexta-feira, 7 de Março de 2014

Vídeo - Lancia 037 à Lupa


Olá a todos.

Já à muito (mas muito tempo mesmo) que não coloco um vídeo aqui no Blogue, antigamente costumava guardar os sábados para esta rubrica e tinha por hábito oferecer filmes ou documentários históricos que estivessem directamente relacionados com o desporto automóvel ou com a história da indústria dos veículos motorizados.

Entretanto o tempo foi passando, os meses e os anos correram de uma forma inexorável e quando me apercebi já se tinham passado praticamente 12 meses sobre a última actualização nesta rubrica tão interessante.

Assim, depois de muitos meses de esquecimento volto hoje a presentear-vos com um belo documentário, um filme que nos mostra com bastante detalhe a história e a carreira de um dos carros de rali mais belos de sempre, o imortal Lancia Rally 037.

Este documentário realizado em terras nipónicas leva-nos às entranhas deste modelo mostrando-nos muitas das soluções técnicas que foram utilizadas no primeiro modelo construído de propósito para fazer face às regras do restrito Grupo B.

Não me vou alongar muito mais, o vídeo é excelente, não se vão arrepender:


Um grande abraço a todos.

Pedro Costa
Blog Widget by LinkWithin